quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Um Amor Chamado Escrever


Como o próprio título da postagem diz, hoje vou falar um pouco sobre o meu amor pela escrita.

Se não me falha a memória, a primeira lembrança que tenho desse tema é de quando tinha oito anos e a professora nos mandou deixar um caderno separado apenas para redações, não tinha muita noção na época, mas a ideia de poder criar histórias com personagens vindos da minha imaginação já me fascinava. Infelizmente esse caderno ficou com a professora, mas queria tê-lo comigo hoje.

"De perguntas retóricas a vida está cheia"  
- Larissa Santos

Desde então sempre que tinha uma ideia já colocava no papel além de amar quando a professora nos mandava fazer uma redação, livre ou com tema (deixando claro a minha preferência pelas redações livres), mas nunca me passou pela cabeça algo mais do que escrever redações escolares.

Isso até 2010 que os livros entraram na minha vida, para nunca sair mais, e despertou a vontade de criar um  universo, uma história própria que despertasse nas pessoas a mesma vontade, os mesmos sentimentos que sinto quando embarco nesse mundo repleto de páginas e palavras.

"Acredito no amor

Acredito no poder de um sorriso
Acredito no prazer de um abraço
Acredito no carinho
Acredito na amizade verdadeiro
Acredito na gentileza 
E também na honestidade. 
(...)" - Acredito, Larissa Santos


Mas ainda não consegui concluir esse sonho. Tenho três projetos em andamento, mas confesso que o tempo não tem andado a meu favor os dias bem que poderiam ter mais algumas horinhas quem sabe assim conseguiria escrever?

Enquanto não consigo concluir nenhum desses projetos mostro um pouco desse meu amor nos textos e poemas que escrevo e posto aqui. Preciso contar um segredinho para vocês: sempre achei que não tinha jeito para escrever poemas/poesias, acredito que seja porque sempre tive dificuldades em encontrar "rimas", mas de um tempo pra cá até que tenho escrito alguns legais.

" (...)
Na pressa do dia a dia aquele sorriso reconfortante
mesmo que sem querer, melhor até,
totalmente espontâneo 
há uma grande amostra de amor.
 (...)" - Amar, amor; Larissa Santos.


Minha vontade nesse post foi dividir com vocês um pouquinho de minha, do que gosto, Agora é a vez de vocês me contar algo que gostam muito de fazer. Algum futuro escritor por aqui também?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião nos comentários!

Tecnologia do Blogger 2014-2016