quarta-feira, 13 de maio de 2015

Resenha: Habitantes do Cosmos: Artemísia - Francélia Pereira


Autor (a): Francélia Pereira
Editora: Buriti
Páginas: 184
SINOPSE: ‘Habitantes do Cosmos: Artemísia’ é o segundo volume da série escrita por Francélia Pereira. Nele, estão inseridas importantes discussões sobre ecologia, cultura ancestral, gênero, sexualidade e diversidade, envoltos em mitos da cultura ancestral brasileira. Englobando desde o passado remoto até o futuro distante, como em ‘Artemísia’, Habitantes do Cosmos é cercado de incertezas e tramas dignas de uma grande e arrebatadora história.
*livro cedido pela autora em parceria para resenha.


O segundo volume da série "Habitantes dos Cosmos" conta a história da mercenária Artemísia.

O ambiente onde tudo se passa é uma Terra totalmente diferente da que conhecemos. Os homens acabaram com os recursos para sobrevivência que existia e a única forma de continuar em seu planeta de origem é por meio de ilhas flutuantes sob uma redoma que protegem os habitantes das chuvas de meteoros. Ou habitando outros planetas, dividindo com alienígenas como fizeram com vários do Sistema Solar como Vênus e Marte.

Artemísia e sua família moravam em Vênus, eles faziam parte de um Clã com costumes totalmente antiquados dentro do costume patriarcal, o principal sendo a inferioridade das mulheres perante aos homens. Dessa forma nenhuma mulher poderia ser guerreira ou tentar ser algo que só um homem poderia ser, mas a inocente Artemísia aos 10 anos acabou cometendo um erro que mudou sua vida para sempre.

A jovem acaba por descobrir a si mesma em sua batalha com a vida procurando conhecimento dentre tantos sábios espalhados pelo Cosmos e buscando por um futuro melhor para aqueles que o habitavam.

Mesmo sendo o segundo volume da série, um livro não é a continuação do outro.

É uma história que lhe faz pensar sobre muitas questões e imagina como seria se a sociedade atual tivesse esses conceitos.

A personagem principal apresenta características fortes e é destemida,o que torna a história mais emocionante durante as aventuras que cercam sua história.

O único ponto negativo que tenho a destacar são as cenas que passam rapidamente, quando o leitor menos espera o cenário muda. Tive dificuldade de prosseguir a história quando comecei, mas depois de um tempo comecei a entender melhor, não sei explicar se foi por ter me acostumado ou porque mudou.

A narração é em terceira pessoa e o livro é dividido em quatro capítulos com sub capítulos. 

Essa foi uma abordagem que nunca tinha lido até então e gostei muito da experiência.


Alguém já tinha ouvido falar dessa obra ou teve a oportunidade de ler?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião nos comentários!

Tecnologia do Blogger 2014-2016