quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

A Conselheira: Trair ou ser Traído.



Ah o amor, aquele sentimento arrebatador que vem do nada e nos apunha-la de uma forma incompreensível que nos causa tantas emoções mistas e, as vezes, até nos tira a razão.

Mas em alguns casos esse "amor" "acaba" o que resulta em "deslizes." 

Perdoem-me o uso de tantas aspas, mas certas coisas são difíceis de serem ditas sem que tenham um tom irônico, como no caso das traições. 

"A carne é fraca", essa é a desculpa mais esfarrapada que existe, por favor, faz besteira depois quer colocar a culpa nos músculos que só fazem o que são ordenados pelo cérebro? Por que é tão difícil cometer o erro e o assumir? Por mais doloroso que seja para o parceiro, seja honesto. Se fez isso tem um motivo.

A traição é uma das piores ações que existem, pois vai contra os princípios de amor e respeito. Quem traí não respeita nem a si nem ao seu parceiro. 

Após a traição ser feita vem a outra parte, a vingança, "quem trai merece ser traído". Não sou contra o, devolver com a mesma moeda, mas ao invés de lhe trazer satisfação por ter se vingado, a ação lhe faz se sentir mal, não pela outra pessoa, mas por si próprio ter sido capaz de fazer algo dessa maneira. Claro que muitos vão sentir satisfação por algum tempo, mas esse sentimento passa e você acaba se sentindo mal com si mesmo, pois você ficou mal por alguém ter feito aquilo com você, uma ação sem sentimentos e você também foi capaz de fazer isso, da mesma forma que aquela pessoa fez com você. Isso faz você melhor do que ela ou igual? Acredito que nem preciso responder.

Isso não vale apenas para traições amorosas. Também existe a traição entre amigos ou parentes. Nenhuma delas valem a pena, pois os sentimentos servem para nos trazer satisfação, não para destruir nosso interior e refazer quem somos.



O que a Conselheira tem a lhes dizer hoje é: nunca faça a ninguém, o que você não quer que façam a você.

Uma frase clichê, mas a realidade. Todas suas ações tem consequências, se serão positivas ou negativas, ou ainda se vão refletir em você ou nos outros, só você pode determinar. Você tem essa decisão em suas mãos, pense antes de agir.

Para quem traí só lhes digo uma coisa: uma hora você terá as consequências. E isso não é praga da Conselheira, mas sim a condição do Destino.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião nos comentários!

Tecnologia do Blogger 2014-2016